Acesso Restrito

Blog

Aprenda Geografia Através da Literatura

por Pedro Parente

A importância do ato de ler está presente em vários momentos de nossas vidas: ao interpretar notícias de jornais e revistas, ao compreender os pontos de um contrato, ao participar de um processo seletivo ou mesmo para ampliar o nosso arcabouço cultural e reconhecer a diversidade de formas de vida e natureza existentes no mundo. O ensino de Geografia está ligado à diferenciação entre os lugares e, para isso, a Literatura pode ilustrar diversas formas de vida. Aprender Geografia através da Literatura pode ser divertido!

De Norte a Sul, o Brasil possui uma diversidade de paisagens com diferentes biomas e populações que vivem conforme as possibilidades do meio físico. Essa diversidade de paisagem é retratada em um acervo de obras riquíssimo que constitui a Literatura Brasileira. As paisagens literárias retratam os diversos biomas brasileiros e a diversidade cultural em obras conhecidas em todo país. Vejam os exemplos:

- Amazônia: Macunaíma (autor: Mário de Andrade)
- Caatinga: Vidas Secas (autor: Graciliano Ramos)
- Cerrado: Grande Sertão: Veredas (autor: Guimarães Rosa)
- Mata dos Cocais: Iracema (autor: José de Alencar)
- Pampas: Ana Terra (autor: Érico Veríssimo)

Macunaíma” conta a história das aventuras de um indígena nascido na Floresta Amazônica que faz uma viagem até a cidade de São Paulo. O autor conta estas aventuras com uma abordagem das lendas folclóricas regionais e descreve o ambiente da Floresta Amazônica, uma mata fechada, cortada por cipós em diversas direções e igarapés que servem para o deslocamento e para a alimentação da população ribeirinha.

Graciliano Ramos, com uma linguagem acessível e que mantém a atenção do leitor, retrata a história de uma família de migrantes nordestinos e de sua simpática cachorrinha Baleia, que sofrem com as severas condições sociais e políticas da região, além do clima semiárido.
.
(arte de Aldemir Martins para a obra Vidas Secas)

O cerrado é um bioma brasileiro com paisagens extraordinárias. Este bioma abriga uma biodiversidade magnífica: lobos-guarás, onças pintadas e tamanduás-bandeira são exemplos de espécies que habitam o cerrado. Lançada em 1956, escrita pelo grandioso João Guimarães Rosa, a obra “Grande Sertão: Veredas” é de tamanha importância que os lugares retratados, a Noroeste de Minas Gerais, formam um parque nacional denominado “Grande Sertão Veredas”.
.
(Fonte: Google Maps)

Em um dos clássicos do romantismo brasileiro, “Iracema”, de José de Alencar, há a descrição de uma paisagem peculiar que marca a transição da caatinga para a Floresta Amazônica: a Mata dos Cocais. Logo nas primeiras frases do livro, o autor descreve a paisagem por onde a obra se passa, citando uma das espécies símbolo da flora da região, a carnaúba.
.

“Verdes mares bravios de minha terra natal, onde canta a jandaia nas frondes da carnaúba;
Verdes mares que brilhais como líquida esmeralda aos raios do Sol nascente, perlongando as alvas praias ensombradas de coqueiros.
Serenai verdes mares, e alisai docemente a vaga impetuosa, para que o barco aventureiro manso resvale à flor das águas.”


O Sul do país é marcado pelos clássicos de Érico Veríssimo, como a Trilogia “O Tempo e Vento” que se passa nos Pampas Gaúchos, com descrições das suaves coxilhas que marcam paisagem do lugar. O autor retrata também os costumes da região. A trama atravessa a Revolução Farroupilha e a Guerra do Paraguai. Será que o destemido Capitão Rodrigo, um dos principais personagens, participou e lutou na Guerra dos Farrapos?

Praticar a leitura é estar aberto para novas ideias e reflexões. É desbravar caminhos desconhecidos e ir a lugares a que nunca fomos antes. Ter um livro de cabeceira é como um refúgio em um mundo bombardeado por informações curtas e rasas. Que tal começar por um livro da Literatura Brasileira que retrate as particularidades regionais de nosso país?

Pedro Augusto Parente Dias, 32 anos, é Bacharel / Licenciado em Geografia pela USP, com Mestrado na área de Engenharia de Transportes pela Escola Politécnica da USP, possui mais de 10 anos de experiência em sala de aula, com atuação na Educação Básica e Ensino Superior.